Pega Pega Trol

Quem se lembra desse jogo produzido pela Trol, no início dos anos 70? Era lindão mas caro...


O Pega Pega Trol é uma perseguição entre dois calhambeques numa pista cheia de curvas e desvios, semelhantes aos usados para trens. Um dos jogadores despista o outro acionando os desvios e fazendo o carrinho do adversário mudar de pista.

Ganha o jogo quem pegar (bater) o adversário. Talvez hoje possam considerá-lo Politicamente Incorreto...rs.

O brinquedo é muito bem bolado pois os carrinhos, encaixes das pistas e desvios são bem projetados. A montagem e desmontagem é muito rápida. Diversão garantida.

19 comentários

Emilio Pacheco disse...

Cara, eu tive um Pega-Pega Trol! Foi meu presente de Natal de 1970, se não me engano. Mas depois de um certo tempo eu passei a brincar sem a cidade de papelão por cima, pois um dos carros esbarrava nos "prédios" e se atrasava. Bons tempos!

wagner disse...

ola amigo ! tive varios brinquedos quando criança mas o pega pega da trol nao houve possibilidade ! hoje tenho 43 anos e acabei adquirindo um para poder brincar e guardar de recordaçao !! valeu ...

Daido disse...

Achei, eu tive esse brinquedo. Eu era feliz e não sabia.
Me divertia muito. Hoje tenho 36 anos.
Um abraço

Alfredo Manhães disse...

Oi gente. Quem se lembra da propaganda na tv? Era o carrinho amarelo fechando o vermelho, ou o contrário?
Abs.

Eduardo disse...

Tenho uma pista do pega-pega.. falta os controles, os carrinhos e a cidade... alguem sabe onde tem peças de reposição??!

Eduardo.

Alfredo Manhães disse...

Eduardo, se estiver em SP capital procure em lojas da Rua 7 de Abril. Há também as feiras de usados em Campinas e Rio de Janeiro. Outra opção é o Mercado Livre.
Boa sorte!!!
Abs.

Marcial disse...

Tive um desses. Ganhei em 1974, 75. Lembro que a pilha era colocada no próprio carro. Tinha que tirar a carroceria pra colocar a pilha. Com o tempo, as carrocerias quebraram e comprávamos pilhas diferentes pra identificar os carrinhos. Ao invés do amarelo contra o vermelho, virou Ray-O-Vac contra Eveready. Bons tempos...

Anônimo disse...

Cara! Tenho 52 anos...Hoje, chorei de saudades da minha infância...O quê é isso, garoto? Fiz as maiores e melhores regressões à velha infância...Deus! Como foi bom isso! Deus levanta pessoas inteligentes para nos fazer reviver a felicidade de outrora...Muito obrigado por você existir nesse mundo, sr. idealizador desse blog...Que o Bom e Soberano Deus te ilumine muito mais...WILIAN TOMAZ

Alfredo Manhães disse...

Olá William, fiquei muito feliz em poder contribuir com suas lembranças de infância, numa viagem de pura magia e encantamento.
Agradeço-lhe pelas belas palavras que sem dúvida me incentivam a continuar colecionando os brinquedos maravilhosos que fizeram parte da infância de tantas pessoas, e compartilhando essas lembranças aqui no blog.
Forte abraço.

Mario disse...

Eu tive um desses. Era bom demais. Queria ter de novo. Valeria a pena. Enchia o saco da minha mãe para ficar comprando pilhas mas hoje com a chegada das pilhas recarregáveis seria uma beleza. Parabéns pelo seu blog. É maravilhoso!

Alfredo Manhães disse...

Olá Mario, ele está montado na exposição que realizo em Macaé até o Natal. Apesar do gasto das pilhas era um grande barato manobrar os carrinhos.
Agradeço pelas palavras de apoio.
Abs.

André Luiz disse...

Meu irmão ganhou um em +- 1970 no natal

Alfredo Manhães disse...

Oi André, você ainda tem esse brinquedo? Grato pela visita!
Abraços.

Marcelo Pacheco disse...

Eu tive um desse, no começo dos anos 80! lembro que eu não tinha muita paciência para montar os prédios e brincava mesmo sem.. bons tempos!

Alfredo Manhães disse...

Marcelo, reviver esses momentos é como voltar a ser criança. Grato pela visita!
Abs.

Anônimo disse...

Adorava esse brinquedo. Gostava até mais que o autorama, pois era muito mais fácil de montar.

Alfredo Manhães disse...

Foram dois brinquedos que fizeram muito sucesso, sem dúvida!
Abs.

Vander e Marli disse...

Que saudade do meu tempo de criança, o que sobrou do meu depois de mudanças de casa, foram apenas os dois carrinhos, guardo eles, não dou, não vendo, não empresto.

Anônimo disse...

Noooosssa! Eu tive um desses! Era o tipo de brinquedo que meu pai comprava sem ter dor de cabeça, pois não gerava briga entre eu e meu "irmala" (irmão-mala), não precisando comprar duplicado. Infelizmente, alguns 5 anos atrás, meu pai e meu irmão fizeram uma limpa no quarto e doaram uma pilha de brinquedos nossos do tempo de criança. Do pega-pega, não sei como, só restou a pista...

Leandro

Imagens de tema por MadCircles. Tecnologia do Blogger.